Por favor, nos reporte os erros que você encontrou na informação sobre Poneglyphs, em seguida, preencha seu nome e e-mail, e responda a pergunta.

Confira se está tudo ok, se estiver clique em: "Reportar!"

Poneglyph (ポーネグリフ)

Poneglyphs e a Hipótese de Ohara

Os Poneplyphs, também chamados no japonês de Rekishi no Honbunou, o que pode ser traduzido como Texto Principal da História, são pedras, aparentemente indestrutíveis, que se encontram espalhadas pelos locais mais remotos do mundo de One Piece. Cada um deles tem registrado em si uma mensagem no idioma de um reino antigo há muito tempo esquecido.

Durante o flashback em que vemos o passado da Robin, o chefe dos arqueólogos da ilha de Ohara, o professor Clover, durante uma conversa com os líderes do governo mundial por telefone (ou melhor, uma conversa por Den Den Mushi), afirmou que o motivo que levou esse reino perdido a gravar sua história em pedra e espalhar essas pedras pelo mundo seria para evitar que a história fosse perdida, deturpada ou alterada.

Clover comenta que o fato de registrar a história dessa forma indicava que esse reino antigo tinha um inimigo que tentaria destruir essas informações. Ele também fala sobre ser estranho que exatamente após o fim do Século Perdido, 800 anos atrás, a organização chamada de Governo Mundial foi criada.

Seria possível então que o inimigo que o reino antigo lutou contra durante o Século Perdido veio a dar origem ao que no presente se conhece como Governo Mundial? Clover considera que a existência e os ideais daquele país, mesmo após tantos séculos, representaria uma grande ameaça para o Governo Mundial, e que a chave para entender isso estaria no nome no reino perdido.

Notamos que Clover fala o nome do antigo reino, mas o anime e o mangá não nos mostram qual seria esse nome. Logo após Clover pronunciar o nome do reino perdido, um dos membros do Gorosei ordena que ele seja morto imediatamente, o que leva Spandine, o então chefe da CP9, a atirar no professor.

Não se sabe ao certo ainda quantos Poneglyphs existem, mas Robin fala durante a Saga de Skypiea que a junção dos textos de todos os Poneglyphs em um texto completo, o Rio Poneglyph, traria a revelação da verdade do Século Perdido.

Os Poneglyphs Conhecidos

Roger e Water 7

Sabemos que além dos historiadores de Ohara pelo menos mais uma dupla descobriu a verdadeira história dos Poneglyphs e a verdade do século perdido, o pirata Gol D. Roger e seu imediato Silvers Rayleigh. Segundo Rayleigh, Roger tinha uma habilidade que lhe permitia ouvir "A Voz de Todas as Coisas" e essa habilidade tornou possível para Roger entender o que havia escrito nos Poneglyphs.

Além de revelarem a história do século perdido, os Poneglyphs registram também a localização de poderosas armas de destruição, Pluton e Poseidon.

Pluton é mencionado pela primeira vez durante o arco de Alabasta, quando o então Shichibukai Crocodile afirmou que buscava ter o controle da arma Pluton para criar um país com uma grande força militar.

Posteriormente, é visto que as plantas da arma Pluton foram passadas de geração a geração entre os construtores de navios de Water 7, chegando as mãos de Tom e em seguida de seus aprendizes Iceburg e Franky. 

Poseidon foi mencionado quando Robin leu o Poneglyph que estava na base do sino de ouro de Shandora em Skypiea, mas Robin não deixou clara a localização desta arma. Supõe-se que ele seria uma arma equiparável ao Pluton, já que ambos receberam seus nomes em homenagem a antigos deuses.

A pergunta mais recente(Contém Spoilers)

Durante o arco da ilha dos Gyojin, Robin encontra um Poneglyph na Sea Forest, ou Floresta Marítima numa tradução livre.

Robin fica surpresa ao notar que esse Poneglyph era uma carta, e que parecia ser uma carta de desculpas a alguém. Robin fica intrigada com a menção de uma pessoa chamada Joyboy no texto e se pergunta quem seria tal pessoa.

Mistérios

Ainda há muita coisa a ser revelada sobre o mistério que envolve os Poneglyphs, o Século Perdido e as armas Pluton e Poseidon.

É possível que Pluton e Poseidon fossem armas do reino antigo que perdeu a guerra durante o século perdido para o que hoje é conhecido como o Governo Mundial, mas isso gera uma dúvida. Se o reino tinha armas tão poderosas sob seu comando, como foi possível que ele perdesse a guerra?

Qual seria a conexão entre Water 7 e o reino antigo? Se havia mesmo uma conexão entre os dois, por que o Governo Mundial não eliminou Water 7 ou exerceu algum tipo de controle sobre ela?

Além disso, mesmo sendo compreensível o interesse do Governo Mundial em que a história do seu antigo inimigo não seja revelada, a medida extrema da aniquilação da ilha de Ohara nos leva a pensar no quão terrível seria a revelação da verdade para o Governo Mundial e como isso poderia ameaçar essa instituição a perder seu poder no mundo de One Piece a ponto dela reagir com o poder de fogo gigantesco do Buster Call a esse tipo de incidente.

Isso é mais um dos muitos mistérios que só teremos resposta a medida que a história for avançando e que o Oda for soltando informações importantes. Até lá, ficam as dúvidas.


Encontrou algum erro? Reporte-o aqui!

Autor: Fábio Cristino de Menezes Dantas / Sword_S

Postada em: 03/10/2011

Last Edit: 03/10/2011